O grupo alemão Rauschert investe 5 milhões em Torres Vedras

O grupo alemão Rauschert, dedica-se ao desenvolvimemnto e fabricação de materiais cerâmicos técnicos para diversas aplicações técnicas e industriais, plásticos técnicos, engenharia de processo e tecnologia solar e vai investir cinco milhões de euros numa fábrica em Torres Vedras. Fábrica essa, que se prevê iniciar a sua construção em meados de 2020 e um ano depois começar com a sua atividade.

O investimento, financiado em 600 mil euros por fundos comunitários, vai criar até 30 novos postos de trabalho e aumentar em 50% a capacidade de produção da Rauchert Portugal.

Em Torres Vedras, a empresa prepara-se para, “nas próximas semanas”, submeter à câmara o projeto para licenciamento.

A escolha da localização recaiu em Torres Vedras por “haver financiamento comunitário, determinadas infraestruturas, como o CENFIM, proximidade a Lisboa e ter tradição na cerâmica”, explicou Diamantino Dias.

A autarquia já deliberou isentar parcialmente a empresa do pagamento do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI).

A Rauschert Portugal possui um volume de negócios anual de seis milhões de euros e exporta 95% da sua produção, tendo como principais mercados a Espanha, a Itália, a Rússia e a Turquia.

“Não conseguimos ampliar mais as instalações da unidade em Trajouce, no concelho de Cascais, e a forma de aumentar a capacidade de produção é com uma nova unidade”, justificou o administrador da Rauschert Portugal.

Related Posts

Add Comment