A Câmara de Torres Vedras aprovou  o projeto da fábrica do grupo alemão Rauschert

A Câmara de Torres Vedras aprovou  o projeto da fábrica do grupo alemão Rauschert (que se dedica a produção de cerâmicas para a indústria elétrica).

“Não conseguimos ampliar mais as instalações da unidade em Trajouce, no concelho de Cascais, e a forma de aumentar a capacidade de produção é com uma nova unidade”, justificou o administrador da Rauschert Portugal, Diamantino Dias, em declarações à agência Lusa.

A empresa prevê para meados de 2020 o início da construção e um ano para finalizar.

A fábrica vai ser construída na zona industrial do Ameal e vai criar 30 novos postos de trabalho e aumentar em 50% a capacidade de produção.

A pensar na exportação, “o objetivo com a nova unidade é chegar aos três milhões de euros de volume de vendas, o que significa aumentar em 50% o que já fazemos hoje”, adiantou o administrador.

O investimento de cinco milhões, é financiado em 600 mil euros por fundos comunitários.

Related Posts

Add Comment