Quatro anos depois de terem apresentado candidatura, as câmaras da região Oeste vão investir 14 milhões de euros até ao final de 2015 em iluminação pública de baixo consumo, para o qual conseguiram fundos comunitários.

Os fundos comunitários para o projeto foram garantidos no Programa Operacional de Lisboa e Vale do Tejo pelo Governo e a aprovação da candidatura exige aos municípios a conclusão do projeto de cerca de 14 milhões de euros até dezembro de 2015, sob pena de virem a perder o financiamento comunitário.

O projeto consiste na substituição de 45% dos 110 mil candeeiros de iluminação pública convencionais por candeeiros com tecnologia “LED”, de baixo consumo, sendo “pioneiro a nível nacional tendo em conta que a região Oeste absorve metade do financiamento de 30 milhões de euros para projetos de eficiência energética em Portugal”.

O financiamento deste projecto é assegurado a 85% por Bruxelas, mas deixou de ser a fundo perdido e a União Europeia obriga os municípios a devolverem, num prazo máximo de sete anos, pelo menos metade desse financiamento.

A CIMOEste é composta pelos municípios de Alcobaça, Alenquer, Arruda dos Vinhos, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lourinhã, Óbidos, Nazaré, Peniche, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras.