No âmbito do Programa Bandeira Azul foram mais uma vez realizadas atividades de educação ambiental nas praias do concelho de Torres Vedras que receberam este galardão.

 

Foram duas as atividades levadas a cabo durante esta época balnear nesse âmbito: “Que praia é a tua?”, em que se abordaram vários temas relacionados com a temática ambiental; e “Será só areia?”, na qual o principal tema abordado foi os microplásticos encontrados na areia da praia.

 

Estas atividades, dinamizadas pela Câmara Municipal de Torres Vedras, realizaram-se duas vezes em cada uma das praias torrienses galardoadas com a Bandeira Azul (Praia de Santa Rita-Norte, Praia de Santa Rita-Sul, Praia do Navio, Praia do Mirante, Praia do Pisão, Praia da Física, Praia de Santa Cruz-Centro, Praia de Santa Helena, Praia Formosa e Praia Azul) e contaram com a participação de 247 crianças com idades entre os 3 e os 12 anos.

 

“Faz da mudança a tua praia!” foi em 2015 o tema da Campanha da Bandeira Azul, a qual tem vindo a ser levada a cabo desde 1988 no concelho de Torres Vedras.

 

Recorde-se que a realização de atividades no âmbito dessa campanha é um requisito obrigatório para que as respetivas praias possam na época balnear seguinte hastear a Bandeira Azul.

 

De referir que esta distinção atribuída pela Associação Bandeira Azul da Europa afere a qualidade das zonas balneares em diversos domínios, nomeadamente no que se refere à “informação e educação ambiental”, à “qualidade da água”, à “gestão ambiental e equipamentos” e à “segurança e serviços”.

Segundo esta associação “a Educação Ambiental promove os objetivos daquele galardão porque aumenta a consciencialização e a preocupação com o ambiente costeiro, lacustre e fluvial dos utilizadores que nele vivem ou que o usam para recreio; promove a formação em matérias ambientais do pessoal (funcionários) e dos fornecedores de serviços turísticos; encoraja a participação dos agentes locais na gestão das áreas costeiras, lacustres ou fluviais; e promove o uso sustentável da área para o recreio e turismo”.