Decorreu ontem, entre as 21h30 e as 23h30, a primeira sessão de participação do Orçamento Participativo da Câmara Municipal de Torres Vedras 2015, que teve lugar no Centro Cultural e Animação de Campelos.
Na sessão, relativa à União das Freguesias de Campelos e Outeiro da Cabeça, foram apresentadas 33 propostas, em 6 mesas, sendo 14 propostas apresentadas em plenário e 3 propostas aprovadas (com um total de 120 votos apurados).
Estas 3 propostas aprovadas serão sujeitas a avaliação técnica nos meses de julho e agosto e, se passarem na avaliação técnica, integrarão a listagem de propostas que irão a votação final (dada a conhecer em setembro). Em outubro decorrerá a votação final e a inclusão no Orçamento da Câmara Municipal 2016.

 
As 3 propostas mais votadas foram as seguintes:
1º proposta: Ecoparque em Campelos
Proponente: Joel Silva Antunes;
Nº de votos: 22;
A esta proposta foi agregada uma proposta para o mesmo local e com o mesmo âmbito que foi apresentada pela proponente Sónia Rodrigues.
2º proposta: Cobertura de parte do recreio do Centro Educativo do Outeiro da Cabeça
Proponente: António Abel Coelho Félix;
Nº de votos: 16;
Durante a apresentação das propostas na mesa verificou-se que existiam duas propostas idênticas, tendo-se fundindo numa única e apresentada a votação na mesa e posteriormente a votação em plenário.
3º proposta: Centro de estudos para crianças e jovens na EB1 de Campelos
Proponente: Elsa Paula Matias;
Nº de votos: 13.
A Câmara Municipal de Torres Vedras tem, pela primeira vez, um Orçamento Participativo (OP), iniciativa pela qual os munícipes de Torres Vedras propõem, discutem e elegem projetos que a autarquia concretizará. Ao OP 2015 é atribuído o montante de €250 000 para financiar os projetos, de diversas áreas de intervenção, que os cidadãos elegerem como prioritários. Qualquer eleitor recenseado no território municipal pode e deve apresentar as suas propostas, em sessões de participação que acontecerão até 30 de junho, em todas as freguesias do concelho.