Os incêndios florestais têm como origem mãos criminosas, que atuam preferencialmente durante a noite.

Segundo um estudo publicado hoje pelo Jornal de notícias, um terço dos fogos e 41,5% da área ardida nos últimos 13 anos com causas conhecidas, devem-se a incendiários.

Entre 2011 e 2013 o chamado incendiarismo, que corresponde a atos criminosos, foi responsável por 37,6% dos quase 46 mil fogos e por 47,3% dos 947 mil hectares de área ardida.

Destes quase 46 mil fogos, 40 por cento deflagraram entre as 20 e as 7 horas.

As queimadas são a segunda causa dos incêndios responsáveis por 21,1% da área ardida, segundo as listas anuais do Sistema de Gestão de Incêndios Florestais (SGIF).

(Foto in: http://www.bv-guimaraes.org/site/incendios-florestais/)