Ernest Hemingway será trazido ao palco do Teatro-Cine de Torres Vedras no próximo dia 19 de dezembro, pelas 21h30, com o teatro “Kilimanjaro”.

Representado pela Companhia de Teatro de Almada, “Kilimanjaro” baseia-se na célebre novela “As neves do Kilimanjaro”, bem como noutros contos, nos quais Hemingway utilizou magistralmente a técnica do diálogo. “Todas as histórias, se prolongadas o suficiente, acabam em morte” – lê-se em “Morte ao amanhecer” – “e aquele que vos esconda esta verdade não é um escritor”.

Em “Kilimanjaro”, Harry está a morrer de gangrena. A sua perna apodreceu, e os abutres aterram já em redor do seu acampamento em África. A seu lado, Helen, uma mulher rica, de meia-idade, sustenta a vida que permite a Harry esquecer-se de que não está a escrever. Num meio-delírio, este recorda todas as histórias que podia ter contado e não contou, que tinha “o dever de ter escrito” e não escreveu por preguiça, porque haveria um “mais tarde”, ou porque o álcool lhe embotara os sentidos. Harry adormece. Em sonhos, um avião chega e leva-o até ao cume da montanha, “larga como o Mundo inteiro”. Cá em baixo, uma hiena ri, e Helen soçobra. A história de Harry acabou”.

O preço dos bilhetes para se assistir a “Kilimanjaro” no Teatro-Cine de Torres Vedras é de 5 euros.

Ficha Técnica e Artística

Intérpretes: Ana Cris, Duarte Guimarães, Elias Nazaré, João Farraia, João Tempera, Luís Vicente, Pedro Lima, Pedro Walter, Rita Loureiro e a participação especial de José Evaristo

Voz off: Jorge Rebanda

Dramaturgia e encenação: Rodrigo Francisco

Assistência de encenação: Paulo Mendes

Cenário e figurinos: Ana Paula Rocha Luz e Guilherme Frazão