20 A 22 I Festival da Ginja de Óbidos - cartaz-desfile

 

 

 

“Spa, passagem de modelos, visitas, cocktails… tudo em ginja”

 

O presidente da junta “José Simões” garante que, quem for à Amoreira, vai “entrar dentro de um ginjal, com muitas flores, com muitos frutos, uma coisa bonita e fora do vulgar, única em Portugal, porque não há mais nenhum festival de ginja”.

O autarca justifica a realização deste evento na sua freguesia, pela existência de uma fábrica transformadora do produto e, junto à Amoreira, temos o Sobral da Lagoa, que é uma freguesia produtora do fruto ginja.

No âmbito do Festival da Ginja de Óbidos, realiza-se no domingo, dia 22, pelas 14h30, um colóquio sobre esta temática. Serão apresentadas algumas novidades na área dos estudos científicos e na dermocosmética.

 

 

 

20 A 22 I Festival da Ginja de Óbidos - cartaz

 

 

A Escola Superior Biotecnologia da  Universidade Católica do Porto já á alguns anos que  investiga todas as características da ginja, tendo sido publicados e patenteados alguns estudos, numa parceria que existe entre a empresa “Frutobidos e a Faculdade”, explica Marina Brás, da “Frutobidos”.

Haverá ainda uma outra intervenção sobre dermocosmética, onde se vai explicar e falar sobre a importância e a mais-valia do fruto nesta área e onde também se poderá experimentar o produto.Será igualmente apresentado um estudo sobre as plantações dos ginjais, o qual deu origem ao livro “Manual Técnico da Ginja”.

20 A 22 I Festival de Ginja de Óbidos - Ginja Licor

 

 

(foto:CMO)