O candidato europeu da CDU recordou hoje promessas do antigo primeiro-ministro socialista José Sócrates, ao comentar o programa de governo apresentado por António José Seguro, sublinhando que o “partido rosa” está amarrado ao Tratado Orçamental.
Afirmando, que nós precisamos, na Europa, de algo que nos garanta que mesmo que mudem os governos não mude a política. Está bem à vista que quem assina este tratado, quem se compromete com ele, está bem à vista o que significam as promessas de mudança que andam a fazer”, criticou.
Num jantar de campanha para as eleições europeias do próximo domingo, em Torres Vedras, o eurodeputado comunista, João Ferreira voltou a frisar que os votos no maior partido da oposição, PS ou nas forças políticas da maioria governamental, são “uma e a mesma coisa”.