O Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres é assinalado esta terça-feira, dia 25 de novembro. Em Portugal, o Governo lançou uma nova campanha, apelidade de ‘Nunca é tarde’, mais direccionada para pessoas idosas que são vitimas de violênciafísica, psicológica e económica.

Esta campanha é hoje apresentada pelas 16h30, inserida nas III Jornadas Nacionais Contra a Violência Doméstica, que decorrem até 5 de dezembro na Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva.

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima assinala o dia com uma ação de sensibilização, através do Instagram, onde se pede a partilha de fotos pessoais com a mensagagem ‘Basta que me batas uma vez’.

Em Lisboa, a Associação para o Planeamento da Família marca a data com a iniciativa ‘3 Gestos – Pela erradicação das práticas tradicionais nefastas’, numa iniciativa promovida pela Rede Europeia ‘Create Youth Network’ e que decorre simultaneamente nas cidades de Lisboa, Amsterdão e Londres.’

A Rede 8 de Março, com o apoio da Galeria de Arte Urbana do Departamento de Património Cultural da Câmara Municipal de Lisboa, vai pintar o mural ‘Chega de violência machista! Pelo fim das violências contra as mulheres’, e a União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR) promove a 4.ª Marcha contra a Violência Doméstica e de Género.

Este é um fenómeno que afecta mulheres de todas as condições e estratos sociais e, com base nos dados do Relatório Anual de Segurança Interna, oito por cento das participações por violência doméstica eram relativas a pessoas com mais de 65 anos.