Domingo foi dia de chuva no Carnaval de Torres Vedras com S. Pedroa pregar uma partida aos foliões.

Menos participado que em anos anteriores, o corso de domingo conseguiu mesmo assim juntar 25 mil pessoas que assistiram ao desfile dos grupos de mascarados e dos  oito carros alegóricos oficiais:  “Cami e os seus 5 gladiadores”, carro de política local; “Primeiro a sair”, a luta dos políticos nacionais pela saída do (des)governo; “Portákus”, carro comandado pela “ditadora” Merkel; “Amor num Troikanic”, numa alusão ao romance entre Paulo Portas e Pedro Passos Coelho; “Desportistas de Sofá”, para ano do mundial de futebol; “Reality Shit”, carro que satirza a luta pelas audiências e em que o Zé Povinho, totalmente despido, simboliza o povo português; e também “Lost – Perdidos”, numa alusão à queda do avião da série televisiva e também à queda do país. Suas Altezas Reais, os Reis do Carnaval de Torres percorreram todo o recinto no seu carro Real.

No final desta tarde, foram dados a conhecer os vencedores do Concurso de Mascarados de sábado, que contou com a participação de 48 grupos e 2300 participantes:

Prémio Grupos: 1.º Donas de Casa Desesperadas; 2.º Chuva de Estrelas; 3.º Globos d’Oiro;
Prémio Público: 1.º Donas de Casa Desesperadas; 2.º Globos d’Oiro; 3.º Chuva de Estrelas;
Prémio Real Confraria: Os Dá Kanal

Fonte e fotos: Câmara Municipal de Torres Vedras