A Orquestra Académica Metropolitana atua no próximo dia 19 de outubro, pelas 16h, no Teatro-Cine de Torres Vedras.
De referir que esta orquestra estreou-se em 1993, na sequência da criação da Academia Superior de Orquestra – uma instituição única no país, destinada a formar músicos profissionais nas áreas de Instrumento e Direção de Orquestra. O ensino aí ministrado baseia-se num acompanhamento individual especializado, na prática de música de câmara e numa componente teórica complementar, sendo a orquestra o eixo central da formação.
Com largas centenas de concertos realizados, abarcando um reportório que vai do Barroco à música do século XX, a Orquestra Académica Metropolitana tem executado obras de compositores como Bach, Haydn, Mozart, Beethoven, Brahms, Schubert, Mendelssohn, Mahler, Ravel, Debussy, Milhaud, Bartók, Hindemith, Stravinski e Varèse, entre outros.

Para além do seu maestro titular, esta orquestra é habitualmente dirigida pelos alunos do Curso Superior de Direção de Orquestra. Muitos dos seus concertos contam com a presença de maestros convidados como Jean-Sébastien Béreau, Pascal Rophé, Robert Delcroix e Brian Schembri.

A Orquestra Académica Metropolitana já teve, aliás, o privilégio de tocar com vários solistas de renome como António Rosado, Gerardo Ribeiro, Paulo Gaio Lima, Liliane Bizineche, Francine Romain, Miguel Borges Coelho, Artur Pizarro e François Leleux.

O programa do concerto da Orquestra Académica Metropolitana no Teatro-Cine de Torres Vedras é o seguinte:
B. Bartók Imagens Húngaras, Sz. 97
C. Debussy Petite Suite (orq. de Henri Büsser)
L. v. Beethoven Sinfonia n. º 5, Op. 67