As maratonas e outros desportos ao ar livre estão a contribuir para o aumento de casos de cancros de pele, apesar de os portugueses estarem a ter mais cuidados de proteção à exposição solar, alertaram hoje especialistas.
Esta foi a ideia mais defendida durante uma conferência promovida hoje pela Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo para apresentar o programa do “Dia do Euromelanoma”, que este ano se assinala a 14 de maio.
De uma maneira geral, as pessoas respeitam mais as horas de exposição solar, usam mais protetor e camisola, afirmou, o secretário geral da Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo, explicando o aumento do número de casos com o trabalho ao ar livre e os desportos ao ar livre, como as maratonas.