A Câmara Municipal de Torres Vedras quer proibir a circulação na cidade a mais de 30 quilómetros por hora de forma a prevenir acidentes dos quais possam resultar vitimas.
Esta é a nova medida inserida no Plano de Mobilidade, depois de no ano passado ter entrado em vigor as novas regras de estacionamento na cidade de Torres Vedras.
Neste momento, a fiscalização às regras de estacionamento rende por mês em media 70 mil euros, fiscalização e gestão que está entregue à empresa municipal Promotorres. Este valor fica acima das despesas e neste momento a Câmara está a trespassar para a Promotorres as tarefas e despesas relativas ao trânsito.
Por mês, a Promotorres levanta entre 1.000 a 1.600 autos de contra ordenação que resultam em multas, principalmente por estacionamento em local não autorizado ou sem pagamento.