A viatura de emergência médica do centro hospitalar das Caldas da Rainha esteve indisponível durante duas horas na segunda-feira de manhã, período em que foi chamada para uma urgência e teve de ser substituída pelos bombeiros. Um homem foi socorrido em paragem cardíaca mas acabou por morrer.