A comunicação do acidente que ocorreu este Domingo no Rali de Guimarães já deu entrada no Ministério Público. A prioridade vai, no entanto, para a realização da autópsia aos três mortos.

De acordo com fonte no Ministério Publico de Guimarães, o processo vai correr agora com os trâmites «normais» e legais, observados em casos de morte violenta.

Uma mulher de 38 anos, o seu filho, de 8  e uma outra criança, de 13 anos, perderam a vida, este domingo depois de terem sido colhidos por um carro que se despistou no final do percurso do 1.º Rali Sprint de Guimarães, ferindo ainda outras oito pessoas, duas das quais com gravidade.

(Fontes: Diário Digital/Lusa)
(Foto in: Diário Digital)