A Ordem dos Enfermeiros considerou hoje “caótico” o funcionamento das urgências nas Caldas da Rainha, com o acumular de cerca de 50 macas nos corredores do serviço, problema para o qual a administração diz estar a estudar soluções.
Num comunicado, a enfermeira refere que a situação não é nova, mas que se agravou desde outubro, quando o Hospital de Alcobaça (que até então integrava, tal como o das Caldas da Rainha, o Centro Hospitalar do Oeste ) passou a estar ligado ao Hospital de Santo André, em Leiria.
A insuficiência da rede de cuidados continuados e as reduzidas infra-estruturas de apoio são outros dos fatores que Isabel Oliveira considera agravarem o problema das urgências, cuja média de idade dos utentes ultrapassa os 80 anos.